Adeus a Douglas Quinta Reis

Douglas Quinta Reis

Há tempos que este blog não é atualizado, e meu pesar é ainda maior em publicar aqui um artigo pela ocasião do falecimento de Douglas Quinta Reis, o fundador da honorável editora Devir.

A importância de Douglas é histórica para o RPG no Brasil, para dizer o mínimo.  Já foi dito, em muitas conversas e redes sociais, que foi graças ao trabalho dele que estamos jogando RPG em terras tupiniquins. E isso não é exagero.

Como fundador da livraria Devir, Douglas importava HQs, editava o saudoso Recado Devir e ousou traduzir, editar e publicar aqui o GURPS. E assim abriu o mercado de maneira ampla para outros sistemas, divulgou o lazer intelectual para nós e plantou as sementes para tantos autores nacionais independentes, que tentam (e conseguem) reunir recursos para publicação própria e assim arregimentar fãs. Ele nos deu de presente nosso hobby mais querido.

Em 1993, quando conheci o GURPS, enquanto folheava o Módulo Básico, já reparava no nome do responsável pela edição brasileira de meu sistema preferido de RPG. E agradecia mentalmente, pelo trabalho, esforço e carinho na tarefa (que ao menos eu considero) hercúlea em publicar de modo pioneiro um RPG no Brasil. Continuo agradecendo, ainda hoje. O Covil GURPS está de luto.

Obrigado por tudo, Douglas. Descanse em paz!

Fonte: http://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,morre-douglas-quinta-reis-fundador-da-editora-devir,70002042822

Anúncios

GURPS Ganchos

Após dar uma xeretada no Twitter oficial da Steve Jackson Games (@SJGames),  encontrei alguns ganchos para aventuras que valem a leitura, no mínimo. A tradução é livre:

Glossário:
PC: Player Character (ou “Personagem-jogador”)
GM: Game Master (ou “Mestre de Jogo”)

– Os heróis são levados diante de Osíris, que está prestes a julgá-los. Seu único questionamento: “Como vocês definem um sanduíche?”

– Assim que os PCs enfrentam os capangas do vilão, começa a tocar You Should Be Dancing, dos Bee Gees (1976). Utilize um trio de inimigos cabeludos.

– Algo poderia ser pior do que lidar com toda uma raça alienígena que fala exclusivamente por meio de perguntas retóricas?

– O mago sairá de férias por um mês, e precisa de heróis que possam cuidar de seu dragãozinho de estimação (do tamanho de um cachorro). O que poderia dar errado?

– Os anjos desceram à Terra para punir até os menores pecados. Os perfeitos são inimigos dos bons!

– Placas em uma intersecção na estrada dizem “PLOT A” e “PLOT B”. Assim que os PCs decidirem qual caminho seguir, o GM diz: “Enquanto isso, de volta à taverna…” Continuar lendo