GURPS Phantasy Star

pstarart03Após quase uma década de ostracismo a que condenei o rascunho, resolvi tirar da geladeira esta adaptação para GURPS do RPG mais famoso da SEGA: GURPS Phantasy Star!
Para quem não sabe, no fim da década de 1980, a SEGA lançou para o extinto Master System (um console de 8 bits) um jogo do gênero RPG que foi capaz de arrebatar toda uma geração – Phantasy Star. O RPG era uma mistura de fantasia e ficção-científica, com pistolas lasers, espadas de aço e mágicas coexistindo na mesma batalha, contra seres de mitologia grega e outras criaturas produzidas em laboratório. Hoje, existem vários jogos ambientados no mesmo universo, prolongando a saga, apesar de alguns desvios e evoluções do cenário original. Continuar lendo

GURPS Ômega

Este artigo foi importado de meu outro blog, o Alforje.


Por volta de 1998, aos 19 anos, após passar uma madrugada assistindo a um velho filme de Charlton Heston na Globo, tive a ideia de escrever um cenário para jogar GURPS (3ª edição) com a turma. O título do filme fora traduzido como “A Última Esperança da Terra”. No entanto, cinéfilos preferem usar seu nome original: “The Omega Man”.  Leia mais...
A premissa do filme é simples: a corrida armamentista provocada pela Guerra Fria culminou num conflito bélico no qual armas biológicas foram usadas em escala planetária, seus efeitos colaterais exterminando boa parte da população mundial. Os poucos sobreviventes sofreram mutações e doenças mentais, e, incrivelmente, apenas um homem tornou-se imune ao flagelo apocalíptico.  O filme centraliza sua narrativa nesse homem, que luta pela sobrevivência, confrontando os sobreviventes albinos e dementes em estado terminal.

Na verdade, a versão com Charlton Heston é uma refilmagem de “The Last Man on Earth”, de 1964, com Vincent Price no papel principal. E também temos a recente refilmagem com Will Smith, “I am Legend”, de 2007. Para receber tantos remakes, o tema prova ser interessante, no mínimo. Ao menos para algumas partidas de jogo.
O texto principal de GURPS Ômega foi escrito por mim naquela madrugada de 1998, mas boa parte do suplemento foi baseada em um velho livro de história do Ensino Médio do qual, infelizmente, não lembro título, autores, nem editora. Ficarei devendo esse detalhe.
Para quem se interessar, aí está link para download (formato PDF):  GURPS OMEGA